19 de mar de 2009

Sou Assim

Sou Assim

Menina frágil, inocente, romântica, sonhadora.
Muitas vezes não me acho, confundo-me.
Sou mulher rebelde, realista, pecadora.
Outras vezes sou as duas, confundo-me ainda mais,
às vezes penso que ainda não cresci, outras penso que
cresci demais!
(Célia Jardim)
Desejos e amor

Quando crianças imaginaram nosso príncipe encantado, aquele que vai aparecer num cavalo branco todo sorridente, nos pegar e fugir para um mundo encantado o qual sempre imaginamos. Recebemos flores roubadas do pátio da igreja até mesmo da vizinha.
Roubamos um beijo o qual é roubado numa inocência de criança. Mas naquele momento é tudo de bom, nos vemos flutuando entre as nuvens.
Ele nos dá uma rosa em troca de um beijo, nessa fase tudo é novidade, as quais todos passam por ela. O amor de uma menininha por um menininho vai modificando com o passar dos anos.
Crescem e este amor se transforma em desejos, vontades que na infância não sentiam, vão mais além, a inocência ficou de lado, e vem surgindo um sentimento mais forte, o qual queima por dentro, há momento que não entendemos o porquê sentimos um frio na barriga ao vê -lo mesmo que seja distante de nosso alcance.
O amor neste momento já é uma mistura de sentimentos, os quais irradiam nosso ser.
Quem sabe valorizar um amor pode desfrutar destes sentimentos, sem se preocupar com o que vai lhes acontecer, já quem só pensa em satisfazer seus desejos íntimos, vai sofrer em sua busca pelo amor.
Entre amor e desejo surge a vontade de casar formar uma família. Onde o amor é vivido com intensidade e seus desejos flora a cada segundo mais ardente.

Nenhum comentário: